segunda-feira, 20 de abril de 2009

Vento.

É como se aquele vento levasse tudo aquilo que ela lembra, todas as preocupações. Um vento frio e deprimente. Ela sente ele em sua pele e então esquece tudo o que sabe. Apenas sente aquele frio, sente suas mãos ficarem geladas, sente sua cabeça latejar cada vez mais, deixa aquele vento invadir, sem nenhuma preocupação. Por segundos ela esquece da vida e tudo ao seu redor. Fica simplesmente imaginando o lugar perfeito, aquele que aparece em seus sonhos, é como se ela fosse para lá nesses segundos de esquecimento.

1 Comentários:

Blogger anninhacsn disse...

Ótimo!

27 de abril de 2009 17:19  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial